quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Cadáveres Insepultos


por Caetano Lagrasta

IMPRESSÕES:

Livro: Lugar Nenhum - militares e civis na ocultação dos documentos da ditadura
Autor: Lucas Figueiredo
Ed. Companhia das Letras, 2015




Acabo de ler "Lugar Nenhum - militares e civis na ocultação dos documentos da ditadura", de Lucas Figueiredo, editado neste ano pela Companhia das Letras. Destemido, mesmo, não perdoa o autor, na consulta de documentos tanto uns como outros. A falta de coragem ou vergonha dos presidentes, a partir de Sarney até Dilma é acachapante. Veja-se que existe condenação pela Justiça Federal, determinando a abertura dos arquivos secretos, não cumprida por justificativas e evasivas sem qualquer respaldo na verdade, com isto livrando-se patentes e subordinados de Cenimar, Cie, Cisa, DOIs e CODIs.

A questão se arrasta para mais de 30 anos e ao cabo, a Comissão Nacional da Verdade, igualmente se omite sobre os documentos entregues pelo repórter Lucas Ferraz e que, demonstram de forma cabal que os arquivos não teriam sido totalmente destruídos e os microfilmes que ele entregou não foram considerados, salvo por trocas de ofícios burocráticas, sendo omitidos pela CNV. Uma verdadeira vergonha para nosso país e mais uma demonstração de desprezo pelos povos indígenas e pelas famílias que não desistem da busca por seus cadáveres insepultos. O medo dos militares não deixou, jamais, de rondar os governos civis que se escondem sob a fachada de "democráticos".

O livro é essencial para aqueles que querem realmente conhecer a história das torturas, das mortes, dos insepultos. Parabéns a Lucas Figueiredo e à Cia. das Letras, sem esquecer também o jornalista Lucas Ferraz por sua coragem.



Caetano Lagrasta é  Consultor Jurídico e Jornalista. 
Autor  de livros de contos, poemas e poemas infantis. 
Articulista do Projeto Tempestade Urbana. 
Colaborador do Boca a Penas.
Mantém o site www.caetanolagrasta.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário