quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O tempo passa e a gente chora


Amigos e amigas da minha idade: meninos e meninas com mais de 90 anos, 

A vida nos desafia ao longo dos anos e nos faz pensar seriamente no TEMPO que passou. Hoje lembrei de uma pequena poesia que aprendi na infância:

"O tempo passa e a gente chora
porque não aproveitou
A gente quer aproveitar o tempo
mas o tempo não dá tempo,
porque o tempo já passou"


Diante dos provérbios que nos remetem ao tempo: "Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje", ou  o italiano Chi ha tempo, non aspaetti tempo, que traduzo: "quem tem tempo, não espere mais tempo", eu me pergunto: eu soube dar valor ao tempo que me foi concedido - o tempo que me trouxe amor, família, dedicação, cultura, trabalho, amigos, alegrias, tristezas e decepções? 

Será que eu soube ver e sentir a importância do tempo na minha existência, sabendo valorizá-lo, aceitando os desafios que ele nos traz e, corajosamente, enfrentá-los com serenidade e determinação?

Espero poder preencher todo o tempo que ainda me resta nesta longa jornada com pensamentos otimistas, usando este bendito tempo para adquirir ainda mais conhecimentos que possam me fazer crescer interiormente e, assim, mostrar aos meus netos e bisnetas a importância de usarmos cada dia com inteligência e, jamais, ociosamente.

Obrigada, meus queridos leitores.

                                                                 Nida










NIDA DEL GUERRA FERIOLI (94) é Conciliadora e Mediadora de Conflitos (formada em 2014); Professora de italiano; autora do livro “Vivendo a Vida” e colaboradora muito especial do BAP




Nenhum comentário:

Postar um comentário