segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Apuração 2015: Unidos do BAP



Chris Herrmann e Adriana Aneli abrem alas
colombinas em verso e prosa
pierrôs e arlequins respondem
Na ponta da língua as marchinhas
quem traz é Jorge Nagao
Caetano Lagrasta equilibra máscaras
ao som de Chiquinha Gonzaga
Rosa Ramos rodopia... é frevo! festa de miçangas
Virginia Finzetto lança confetes
a boca confessa e cai na festa
Albino Alves na ginga brasileira
Maria Goreti joga contas:
as dores os amores
Felicidade imprevisível, Maria Balé avisa,
mas dura só até quarta-feira!
Que até lá a morte espere, decreta Ivy Menon
depois, canta Lourença Lou, tudo
é quarentena e a inexorabilidade da vida
É a vez de Bentancur mergulhar na avenida:
desfilam mitos de um carnaval particular
e se o bloco é de Paulo
Paterniani é irreverência
Bp é alegria fugaz
Adriane Garcia é paixão de passista:
vale tanto e vale tudo: hoje é carnaval!
Que se cale toda a tristeza! decreta, Carmem Lúcia
Mas a dor é alegoria
que sempre chega no Porto:
que da horda, fujam os foliões, avisa Wander,
porque paixão acaba em sangue,
a máscara amor é a cor da véspera, alerta Líria
“Carnavalha” constata Tere Tavares
em sua visão sem cortes
navalha na carne diz Consuelo Rezende,
enquanto Ingrid Morandian costura os fatos:
vida esgarça aos remendados do peito
muito pano pra manga, comenta Joelma Bittencourt
Mas se erra a Colombina, Flavia D'Angelo bem sabe por quê...
quando duas almas se atraem, a pele sofre, explica Zuleica Oliveira
enquanto Leninha Barros aparta:
... só um rio que passou em nossa vida.
Apressa o desfile que o tempo corre!
Então vamos, Jô Diniz! antes
do encanto apagar
do desatino silenciar
vem, Cely de Ceci, sai da janela!
A música é melhor aqui fora, Alvaro Posselt!
Rita De Cássia já vem descendo o morro de babel
Tania Amares traz pra Lira, confetes e serpentinas
vamos todos
bailar sobre os telhados, Gustavo Adonias !
uma violinha, uma sambadinha,
Chris e Carlos Gurgel
Aneli e César Hobbyfotos
no reverso da folia
tomando um porre de estrelas com Jose Regi!
E por estas ruas insanas
seguimos Marcello Bastazini
e Carlos Magno Sena
papais noéis na fuzarca
sonhos livres de Bianca Velloso
bailarinas de Eliane Oliveira
rainhas ...
dourada de Marcelo Moro
ou leviana e triste do passado brasileiro, diz Neuza Ladeira
Seguimos Vera Molina, vestidos com plumas e paetês
Ilusão mascarada, Arlete Castro,
Só pra esquecer por um dia
das agruras da nossa guerra, Nil Kremer,
da lida e da féria, Ira Machado,
da tristeza tatuada na consciência da gente...
Deixando um pouco a tristeza pra lá
pergunto:
este samba deixa saudade, Janet I. Zimmermann?
Carnaval de vidas picadas
das mil cores de Cristina Arruda
Carnaboca a penas
no quesito amizade
tirou NOTA DEZ!

- adriana aneli

uma homenagem a todos aqueles que participaram e curtiram nosso BLOCO!!!!

 Emoticon heart
 
Emoticon heart 

Emoticon heart

Nenhum comentário:

Postar um comentário